Suécia vence Coreia do Sul graças a pênalti marcado com ajuda do árbitro de vídeo | Bastidores da Notícia

0

Suécia e Coreia do Sul fizeram um jogo bastante aberto, nesta segunda-feira (18), em jogo válido pelo Grupo F da Copa do Mundo de 2018. O placar poderia ter ficado com mais gols, pois os 2 times foram corajosos e criaram chances de gol, mas o resultou ficou só no 1 a 0 para os suecos. O curioso é que o gol decisivo só saiu depois que o juiz teve ajuda do árbitro de vídeo.

Suécia e Coreia do Sul se enfrentam em Nizhny Novgorod



Quem se classificar nessa chave vai enfrentar o Brasil nas oitavas de final.


Se a seleção brasileira avançar. Com a vitória, a Suécia agora tem 3 pontos e divide a liderança do grupo com o México, que venceu a Alemanha por 1 a 0 também. Veja a tabela. Na próxima rodada os suecos enfrentarão os alemães. Já os coreanos pegarão os mexicanos.



Os primeiros minutos do jogo desta segunda tiveram controle total da Coreia do Sul, que mostrou uma postura ofensiva desde a escalação, com apenas um volante defensivo (Ki), mas não finalizou com perigo.





Depois a Suécia reagiu e teve 3 grandes chances com Berg, dentro da área. Ele errou um dos chutes e foi travado por Cho e Kim nos outros dois. Os suecos também reclamaram de um pênalti não marcado aos 43min. Neste momento juiz nem quis utilizar o vídeo para analisar o lance, alegando que Ki só tocou na bola.

No 2º tempo o jogo ficou ainda mais aberto, com os dois times achando espaços para atacar. A Suécia continuou mais perigosa, mas perdeu duas chances com Toivonen, que chutou para fora e teve um cabeceio defendido pelo goleiro. A Coreia também levou perigo de cabeça, com Koo, mas a bola foi para fora por pouco.




Aos 17min, Claesson sofreu pênalti de Kim Min-Woo, que foi afastar um rebote de carrinho, mas tocou na bola e no sueco. O juiz não marcou imediatamente, a Coreia do Sul começou um contra-ataque, mas o árbitro de vídeo recomendou que ele visse o lance na TV. Depois que fez isso, voltou atrás e marcou o pênalti. Granqvist cobrou com sucesso e abriu o placar.


Depois de sofrer o gol, a Coreia do Sul partiu para o tudo ou nada: trocou meia por atacante, avançou a marcação, passou a ter mais posse de bola e abusou de cruzamentos para a área. Mas a defesa do Suécia ganhou a maioria das disputas, soube recuar e marcar forte. A maior chance real de gol foi em uma jogada aérea, mas Hwang cabeceou para fora, sozinho na área.

Cobertura completa da Copa do Mundo 2018

Postar um comentário

 
Top