Ex-deputado Federal Agnaldo Muniz morre em acidente de carro em Rondônia | Bastidores da Notícia

0
O ex-deputado federal Agnaldo Muniz (MDB) morreu na tarde deste domingo na BR-319 após um grave acidente. Ele conduzia uma camionete e bateu em um poste.

Agnaldo Muniz era advogado e foi deputado nas legislaturas 1999-2003 e 2009-2011.


Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o veículo sofreu aquaplanagem e bateu em um poste. Agnaldo morreu ainda no local. Um outro passageiro sobreviveu e foi transferido ao Pronto Socorro João Paulo II.




O ex-parlamentar tinha 48 anos e retomava sua vida política esse ano. Ele assinou a ficha de filiação no MDB na última quarta-feira.

Agnaldo Muniz era advogado e foi deputado nas legislaturas 1999-2003 e 2009-2011. Fonte: Rondônia Agora.
Ex-deputado Agnaldo Muniz morre na BR-319  (Foto: Rondônia agora)


Agnaldo Muniz nasceu em Assis Chateaubriand (PR), no dia 31 de agosto de 1970, filho de Sadraque Muniz e de Dinah Cordeiro Muniz.


Transferindo-se para o Rio de Janeiro para estudar, em 1989 iniciou o curso de direito na Universidade Estácio de Sá, mas graduou-se pela Universidade Gama Filho em 1993. Em 1991, fez o curso de direito penal (parte especial) no Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB). Em 1996, tornou-se membro do Conselho Fiscal do Conselho das Assembléias de Deus em Porto Velho.



No ano seguinte, filiou-se ao Partido Democrático Trabalhista (PDT), legenda pela qual se candidatou a uma cadeira na Câmara dos Deputados no pleito de outubro de 1998. Eleito, assumiu o mandato em fevereiro do ano seguinte, participando dos trabalhos legislativos como segundo-vice-presidente e membro titular da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle, membro titular da Comissão Permanente de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática, assim como de várias comissões especiais relativas ao exame de projetos de lei e emendas constitucionais.



Em 2000, deixou o PDT e ingressou no Partido Popular Socialista (PPS), exercendo o cargo de vice-líder da legenda na Câmara dos Deputados.



Nas eleições de outubro de 2002, candidatou-se a novo mandato, pela legenda do PPS. Eleito, assumiu o mandato parlamentar em fevereiro do ano seguinte, participando dos trabalhos legislativos como vice-líder da legenda na Câmara dos Deputados, primeiro-vice-presidente e membro titular da Comissão Permanente da Amazônia, Integração Nacional e Desenvolvimento Regional, membro titular da Comissão Permanente de Constituição e Justiça e de Cidadania, e, entre outras, das comissões especiais da Revisão Constitucional (PEC n° 157/03), de Reforma do Judiciário (PEC n° 358/05), do Processo Eleitoral (PEC n° 446/05), da Defensoria Pública (PEC n° 487/05) e da Reforma Política. 

Postar um comentário

 
Top