Muro de cemitério caído desde 2012 ainda não tem reparo concluído em Guajará-Mirim | Bastidores da Notícia

0
Prefeitura iniciou reparos para Dia de Finados, mas obra não foi concluída. Serviço recebeu novo prazo de conclusão: primeira semana de 2018.

O muro do Cemitério Municipal Santa Cruz, que estava caído há cinco anos e deveria ter sido reerguido até o último Dia de Finados, ainda não recebeu a manutenção completa e está com apenas metade da estrutura feita em Guajará-Mirim (RO), a cerca de 330 quilômetros de Porto Velho.

Segundo a Prefeitura Municipal, o atraso na conclusão da obra aconteceu por conta de um problema no repasse dos tijolos, mas até o fim da primeira semana de janeiro de 2018 o serviço será concluído.

Muro tem apenas metade da estrutura feita (Foto: Júnior Freitas/G1)
Prazo não cumprido
No último mês de outubro, o vice-prefeito Davino Serrath (PMN) declarou em entrevista ao G1 que o muro havia começado a ser reerguido e que o trabalho estaria pronto no máximo até o dia 1 de novembro, na véspera do Dia de Finados.

Durante a entrevista, Davino cobrou ainda que a própria população colabore com o poder público no quesito limpeza e manutenção do cemitério, já que muitos túmulos acabam sendo esquecidos pelas famílias em meio ao matagal e lixo.

“Tem gente que só vai no cemitério uma vez no ano e esquece que deve manter o local limpo. É comum encontrarmos tumbas totalmente envoltas pelo mato, isso é dever dos familiares, pois a prefeitura manda os servidores limpar as ruas de acesso e a parte da estrutura física, como o muro e a capela, mas não pode mexer nas covas, porque é responsabilidade da própria população”, justificou na ocasião.

Sobre o tempo do muro caído (desde 2012), Davino alegou que as administrações anteriores não fizeram nenhum tipo de manutenção e o problema se arrastou até agora.

“Esse muro está caído e ninguém fez nada, quando falo ninguém me refiro a quem tinha ciência do problema e não tomaram nenhuma providência. Nós, da gestão atual, já conseguimos os materiais necessários e iremos levantar novamente o muro, pois consideramos que o cemitério é um lugar especial para relembrar os parentes e amigos que já se foram”, alegou.

Novo prazo
Na manhã desta quarta-feira (27), o G1 entrevistou o vice-prefeito novamente sobre a situação do muro e questionou o motivo do prazo dado anteriormente não ter sido cumprido. Segundo ele, a prefeitura teve um problema em relação a aquisição dos tijolos, mas que, até a próxima sexta-feira (29), o material estará disponível para a conclusão da obra.

“Realmente houve um problema e isso atrapalhou, mas é um compromisso firmado com a população e vamos cumprir. Iniciamos o serviço e deixamos um pedaço feito já, mas ainda falta a conclusão, assim que estivermos com os tijolos será reerguida a parte que falta”, afirmou.

Fonte: G1/RO/JUNIOR FREITAS

Postar um comentário

 
Top