ALE/RO – Olha, quem tá fora quer entrar, mas quem tá dentro... pode muito bem sair | Bastidores da Notícia

0
A enxurrada de novos velhos pré-candidatos às vagas da Assembleia Legislativa de Rondônia em 2018 já usufrui de antemão, da debandada espontânea de nomes fortíssimos como o próprio presidente Maurão de Carvalho (PMDB), que concorrerá ao Governo do Estado, e até mesmo o jovem Léo Moraes, ainda no PTB, que poderá lançar-se como candidato ao Senado Federal sem surpresa alguma. As informações são do Rondônia Dinâmico
(Foto: Divulgação/Reprodução)

Estes são apenas dois entre vários personagens que estão no Poder Legislativo e irão largar o osso para trilhar novos rumos em suas respectivas carreira políticas. Existem outros tantos que ainda soam como incógnitas, a exemplo de Hermínio Coelho (PDT), ex-presidente da Casa de Leis: ele poderá ser candidato a deputado federal com apoio irrestrito do senador Acir Gurgacz, maior expoente da legenda em Rondônia e pré-candidato ao Executivo.


Isso abre uma brecha enorme de possibilidades para quem está de fora urrando para entrar, inclusive pessoas que já estiveram lá.

O ex-prefeito de Ouro Preto do Oeste, Alex Testoni, e o vereador de Porto Velho Zequinha Araújo, do PMDB, exemplificam bem que há uma caravana usando camisetas com os dizes “O bom filho a casa torna”.

Existem, ainda, os que construíram carreiras sólidas na vida pública em várias frentes, mas que ainda não tiveram a oportunidade de esquentar um assento na ALE/RO.

E também poderosos como o peemedebista Williames Pimentel, o secretário de Saúde da gestão Confúcio Moura (PMDB), que chega com prestígio político e provavelmente um generoso aporte financeiro.


Essa fome pelo Legislativo demonstrada pelos que estão de fora, mas loucos para entrar, não parece a mesma demonstrada pelos que já estão ocupando mandatos no Poder. Afinal, há parlamentares que, após quase quatro anos de mandato, ainda são completamente desconhecidos pela população geral, excetuando-se, claro, a parcela regional do eleitorado que os elegeu. Alguns rostos e nomes surpreendem ao aparecer de vez em quando em jornais falando sobre liberação de emendas ou coisa que o valha.

Não se observam grandes movimentações para os pretensos postulantes à reeleição, a grande maioria parece, de fato, dormir em berço esplêndido enquanto externamente os adversários trabalham diuturnamente para tirá-los de seus postos.

O deputado que quiser dormir parlamentar e acordar nas mesmas condições em 2019 terá de batalhar muito para manter-se no Legislativo.

É como diz a livre readaptação da letra de Dominguinhos e Chico Buarque:
"Olha, que isso aqui tá muito bom!
Isso aqui tá bom demais
Olha, quem tá fora quer entrar
Mas quem tá dentro... pode sair".

 Veja mais: 

+++Notícia falsa sobre o caminhão do deputado Romanalli circula nas redes sociais

Postar um comentário

 
Top