SOM LIVRE: Falta de segurança, faz projeto mudar para as Três Caixas D’água | Bastidores da Notícia

0
O projeto “Som Livre”, deste domingo, 17, será realizado, temporariamente, nas Três Caixas D’água, das 17 às 20 horas. O projeto reúne músicos iniciantes e tradicionais da cena portovelhense. Desde que iniciou, o encontro ocorria no gramado da Estada de Ferro Madeira-Mamoré.
Divulgação



A mudança de local se deve à falta de iluminação e segurança na Madeira Mamoré, que teve nos últimos trinta dias, segundo o presidente da Funcultural, Ocampo Fernandes,  inúmeras ações de vândalos, causando danos ao erário.

“A participação cada vez maior do público  nos dá força para continuar levando cultura e entretenimento para a população, mesmo diante das adversidades”, afirmou Ocampo Fernandes.  Segundo ele, o “Som Livre” continuará nas Três Caixas D’água até que a   iluminação e segurança seja estabilizada na Madeira Mamoré.

“Derrubaram postes de energia para roubar a fiação. Foram mais de cinco postes e bem próximo ao palco do Som Livre, isso é muito triste, pois impede a realização de eventos culturais e também amedronta a população, além de causar enorme prejuízo num local tão valioso pra nossa história”, desabafa Géri Anderson, coordenador do projeto.

 O coordenador explica que o Som Livre é um projeto que vem ganhando força com a participação de um público seleto, que curte MPB, Pop Rock, Sertanejo, Forró e Samba. Vários cantores e cantoras tradicionais e iniciantes já subiram ao palco do projeto e isso tem atraído os mais diferentes públicos.

Atrações

Neste domingo terão quatro shows musicais, sendo que Danilo Monteiro abrirá os trabalhos e, na sequência, Rafael Bodó, banda Nó da Massa e banda Madsong farão as suas apresentações com músicas que vão do MPB, passando pelo pop rock até o rock n roll clássico da Madsong, que fechará o evento.

 “Quem vier assistir aos shows vai atestar o quanto nós, rondonienses, em especial as pessoas que moram aqui na Capital, temos artistas talentosos e de qualidade a nível nacional. Hoje, vivemos em um momento bom para a música, com vários compositores atuando e trabalhando suas canções autorais nos espaços públicos, e é esse o grande mote do projeto Som Livre: abrir uma vitrine de talento para nossos artistas divulgarem e mostrarem as suas obras musicais de autoria própria para quem quiser ouvir e curtir”, finaliza Ocampo.

Informações: 99246 0907 / 99999 6789

Fonte: Assessoria

Postar um comentário

 
Top