Deputados desistem do auxílio de R$ 6 mil, decidem que eles próprios irão pagar alimentação e reduzem verba indenizatória | Bastidores da Notícia

0
Com 15 deputados, a Assembleia Legislativa de Rondônia revogou em sessão extraordinária nesta sexta-feira a Resolução 377, que criou o auxílio alimentação de R$ 6 mil no Parlamento. A medida gerou revolta em todo o Estado e ainda na quinta-feira o presidente Maurão de Carvalho (PMDB) anunciou que seria revogada.

Também foi a decisão de não mais ressarcir os deputados por gastos com alimentação.

O relator da resolução imoral, Jesuíno Boabaid, se revoltou com a veiculação pela imprensa, o que chamou de sensacionalismo e defendeu a redução do contrato de publicidade. “Não tenho medo de redes sócias, de whatsapp”.

Além do fim do auxílio alimentação, os deputados acabam se conscientizando e reduziram o valor destinado a verba indenizatória, que cai de R$ 32 mil para R$ 26 mil.

Edson Martins (PMDB) e Jesuíno consideram injusto o fim do auxílio alimentação de R$ 6 mil. “Acho que os deputados precisam ter condições de trabalhar”. Jesuíno viu como injustiça o fato de servidores receberem o auxílio e ele não mais. (Rondônia agora)

Postar um comentário

 
Top