Erro em sorteio de meio milhão gera desconfiança em Rondônia - VÍDEO | Bastidores da Notícia

0
O que era pra ser uma grande festa no último domingo, Dia das Mães, virou uma grande dor de cabeça para quem adquiriu cartelas de um bingo realizado em Ji-Paraná.

Anunciado com pompa durante vários dias nos meios de comunicação de todo o estado, os responsáveis pelo sorteio eletrônico realizado ao ar livre, cometeram erros difícil de ocorrer até nos bingos simples, como aqueles que são realizados nas linhas de nosso município.

No quarto e maior prêmio, após a bola 54, saiu a bola 47, que não foi computada no sistema. A partir dai foram chamadas mais 8 bolas. Quando saiu a bola 18 o sistema acusou 3 ganhadores. Seguindo, no globo saiu a bola 31 e os organizadores colocaram no sistema a bola 47, aumentando o número de ganhadores para 6. Ao perceberem o acontecido, todos ficaram mudos, sem saber o que fazer em torno de 20 segundos.  Após, divulgaram o nome dos 6 ganhadores, não informando a ninguém o ocorrido.

A tentativa de esconder o ocorrido ficou mais evidente ainda, quando os organizadores divulgaram no endereço eletrônico e na forma impressa o resultado, colocando o 47 como última bola sorteada no 4º prêmio.

Nessa situação, os maiores prejudicados foram aqueles que “bateram” com a bola 47, dividindo o prêmio, pois se ela tivesse sido inserida na posição correta durante o sorteio, qualquer um deles poderia ter ganhado sozinho a bolada.

Foram meio milhão em prêmios, que está gerando um milhão de dúvidas na cabeça de quem comprou a cartela e um milhão de dor de cabeça para quem promoveu o evento, pois o fato está ganhando repercussão nas redes sociais, com a divulgação do vídeo mostrando a falha grotesca. 

O OUTRO LADO
Instituto Nacional da Cruz Vermelha Brasileira Joaquim de Oliveira Botelho, inscrito no CNPJ/MF sob o no 20.595.411/0001-84, com sede na Praça da Cruz Vermelha nº 10/12, 4º andar, Centro, Rio de Janeiro/RJ, CEP: 20.230-130, vem, prestar os seguintes esclarecimentos acerca do sorteio do Certificado de Contribuição denominado “AGRO CAP”, em data de 14 de maio de 2017:

No sorteio da 09a edição, transmitido ao vivo aos 14/05/2017, foram sorteadas 41 (quarenta e uma) dezenas no 4º prêmio do Globo da Sorte: 13-03-43-27-55-05-23-14-40-19-53-12-59-57-28-35-07-11-02-09-04-46-15-22-41-52-24-29-16-56-54-47-36-32-58-20-37-48-38-18-31, na ordem ora explicitada, porém o número 31 não foi anunciado pelo apresentador.
Os Certificados de Contribuição anunciados como contemplados no programa foram os de nos 0112827, 0362541, 0399227, 0423008, 0070430 e 0085171, mas pela combinação de dezenas também seriam contemplados os Certificados nos 0103510, 0217337 e 0195632.
Ocorre, que foi constado um equívoco no sistema de informática responsável pelo sorteio, posto que bastaria o seguinte conjunto de dezenas para o Certificado de Contribuição no 0362541 (Ana Maria Alves Frasão) ser sorteado: 13-03-43-27-55-05-23-14-40-19-53-12-59-57-28-35-07-11-02-09-04-46-15-22-41-52-24-29-16-56-54-47-36-32-58-20, de tal sorte que as dezenas subsequentes, 37-48-38-18-31, foram sorteadas indevida e desnecessariamente.

Portanto, o Certificado de Contribuição no 0362541 seria o único ganhador e teria direito à integralidade do 4o prêmio.

Assim, reconhecendo o equívoco e, ao mesmo tempo, objetivando demonstrar a seriedade do sorteio e firme propósito de evitar a frustração das expectativas dos titulares dos Certificados indevidamente contemplados (0112827, 0399227, 0423008, 0070430, 0085171, 0103510, 0217337 e 0195632) a AGRO CAP resolve:
a) efetuar o pagamento da integralidade do 4o prêmio do Globo da Sorte ao titular do Certificado de Contribuição no 0362541 (Ana Maria Alves Frazão).

b) Efetuar pagamento correspondente ao 4o prêmio do Globo da Sorte, de forma rateada, consoante previsto no regulamento, aos titulares dos seguintes Certificados de Contribuição: 0112827, 0399227, 0423008, 0070430, 0085171, 0103510, 0217337 e
Desta forma, inexiste prejuízo aos contribuintes deste importante instrumento de angariação de recursos para entidade filantrópica, sendo certo que somente a empresa promotora do evento (CRUZ VERMELHA) arcará com o ônus de pagar duas vezes o 4o prêmio anunciado.

A CRUZ VERMELHA reafirma a seriedade dessa campanha de angariação de recursos para sua manutenção e custeios, ressaltando que todos os sorteios são transparentes e acompanhados por auditores independentes e transmitidos ao vivo, franqueando o acesso de todos para acompanhar in loco os sorteios.

A CRUZ VERMELHA aproveita a oportunidade para agradecer imensamente à população do Estado de Rondônia pelas contribuições realizadas para a manutenção e custeios de suas relevantes atividades assistenciais.

Esclarecemos, por derradeiro, que o defeito do sistema está adstrito ao sorteio do 4º Prêmio do Globo da Sorte.

Permanecemos a disposição para eventuais esclarecimentos.
Ji-Paraná, 16 de maio de 2017.

Fonte: Rondoniaovivo 

Postar um comentário

 
Top