Grupo de rap de Porto Velho/RO faz sucesso pelo país | Bastidores da Notícia

Grupo de rap de Porto Velho/RO faz sucesso pelo país

Gabriel Jfl, 22 anos, King St , 23, e Dhouglas filosofia, 21, sempre gostaram de rap, desde pequenos, estavam acostumados a ouvir grandes renomeados artistas do país. Mas, foi em 2010, quando Gabriel conheceu King, em um evento realizado na praça Estrada de Ferro, e, após uma conversa, descobriram que tinham em comum o gosto pelo rap e cultura hip hop e em 2011 é criado o Existência Verbal. ''Em 2010 encontrei com o king na estrada de ferro mandando um proviso e surgiu a ideia de começar a trabalhar com o rap. E em 2011 depois de ter algumas letras decidimos gravar e lançar o grupo'', relembra Gabriel.
 
O COMEÇO
Gabriel afirma que o nome Existência Verbal veio de uma ideia antiga que seu parceiro, King, como forma de alerta e motivação aos demais grupo em Porto Velho. Segundo eles, os grupo de rap tradicionais estava entrando em extinção e o movimento estava enfraquecendo. ''Pensamos que somos a existência do verbo na cidade aonde nascemos: Existência Verbal'', ressalta ele.

VITÓRIAS
A primeira grande experiência dos garotos aconteceu em junho do ano passado, quando o Existência foi selecionado para dividir o palco com o famoso grupo de rap Cone Crew Diretoria. “Foi um grande feito para o grupo, após a apresentação recebemos o convite pra assinar com a produtora que estamos atualmente'', lembra.
Em Maio, o grupo tem uma turnê em cidades no Acre e no interior de Rondônia. Umas das conquistas do grupo, segundo eles, foi o videoclipe com Nocivo Shomon e Spinardi, do Haikaiss. ''Pro primeiro semestre agora temos 4 clipes aguardando lançamento. Um com nocivo shomon, da música tiroteio, e outro com Haikaiss''.
Hoje o grupo é referencia na cidade com recorde de visualizações na internet e show dentro e fora do estado. ''O que levou nós a isso tudo foi muito trabalho árduo e dedicação total no rap, temos total gratidão pelo nosso produtor que esteve conosco desde o inicio, Marcelo Rodrigues, ele tem nos incentivado na realização do nosso sonho'', diz.

DIFICULDADES
Hoje, com o trabalho em destaque e ganhando cada vez mais reconhecimento, os garotos não sentem nenhum problema em compartilhar dificuldades enfrentadas pelo grupo durante a carreira. ''No começo nossa maior dificuldade era manter o fluxo de trabalhos na rua, porque sempre priorizamos pela qualidade mesmo que demorasse muito tempo pra soltar um trabalho após o outro, a dificuldade era financeira isso nos trazia problemas para arcar com os custos da produção. Na época, nos trabalhávamos fora do rap para conseguir sustentar nossa paixão pela música, nossos salários servia para investir na carreira e pagar a gravadora. Hoje não temos mais essa dificuldade pra produzir. Graças a Deus. Mas as dificuldades financeiras pra se manter na capital paulista ainda aperta e o incentivo cultural que nossa cidade não tem também afetou bastante no começo porque não tínhamos locais pra se apresentar e ninguém contratava o que não conhecia.
As dificuldades descritas por Gabriel, com certeza, são semelhantes as dificuldades que jovens que tem o mesmo objetivo: Viver da música, em Porto Velho, enfrentam.

HOJE
Há um mês que o grupo se mudou para São Paulo, em busca da realização do sonho. E eles afirmam, está indo tudo muito bem. ''Já fomos convidados para se apresentar em vários shows por aqui. E a cada apresentação, os convites só aumentam. Recentemente, estivemos em apresentação com Damassaclan, que é o maior clã de rap do Brasil'', conta.

FUTURO
''Os objetivos agora do existência é chegar no estúdio casa 1 pra gravar o rapbox que é o maior canal de rap do Brasil que inclusive tivemos a oportunidade de ir lá com o Fábio brazza conhecer e trocar ideia com o Léo que já tinha indicado nosso som como um dos melhores do norte só não tínhamos se conhecido pessoalmente mas já aconteceu e já estamos conversando sobre essa oportunidade. Em seguida vem o lançamento do nosso cd e a partir disso temos planos de participa do estúdio showlivre que é referencia nacional para todos os artista'', diz Gabriel satisfeito com a situação atual que se encontra o grupo de rap.
Sobre o atual cenário musical, Gabriel se sente muito positivo e acredita que o rap está ganhando cada vez mais notoriedade. ''Agora é a vez do rap na cena nacional se parar pra pensar o rap tá entrando em todos as plataformas digitais até mesmo na TV coisa que nunca tinha acontecido, pesquisas dizem que o rap é o gênero mais ouvido no mundo, a sociedade começou a ouvir agora o que o rap diz a anos, cenário em alta mcs que se dedicam e correm pra fazer acontecer estão vivendo disso e vivendo muito bem, grandes marcas multinacionais, como Nike e Adidas patrocinando mcs brasileiros então a cena tá acontecendo pra quem tá trabalhando e dedicando a vida e acreditando na parada ver claramente tudo acontecer rápido mas é aquela questão tudo tem um investimento quem mais investe mais tem''. ressalta e finaliza ele.

Fonte: Eu Ideal

[Copa do mundo 2018][vertical][recent][5]

 
Top