Rio Madeira: Prefeitura de Porto Velho decreta estado de alerta | Bastidores da Notícia

 

Com o rio Madeira se aproximando da marca de 15 metros, a prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Programas Especiais e Defesa Civil (Sempedec), decretou estado de alerta na manhã de ontem (8). O decreto foi publicado no Diário Oficial e ontem, às 18h, o nível do rio estava 14,96 metros. 

De acordo com o diretor da secretaria, Marcelo Santos, moradores ribeirinhos já começaram a ser atingidos e alguns retirados de áreas de risco. Com o rio Madeira se aproximando da marca de 15 metros, a prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Programas Especiais e Defesa Civil (Sempedec), decretou estado de alerta na manhã de ontem (8). O decreto foi publicado no Diário Oficial e ontem, às 18h, o nível do rio estava 14,96 metros. De acordo com o diretor da secretaria, Marcelo Santos, moradores ribeirinhos já começaram a ser atingidos e alguns retirados de áreas de risco. 

Segundo o diretor
Marcelo Santos, o principal motivo do aumento do nível do rio é a grande quantidade de chuvas que está caindo na cabeceira do rio Bene e o aumento na vazão de água na Usina de Santo Antônio. Com a marca de 15 metros o rio Madeira atingiu pelo menos 80 famílias, moradoras do Beco do Gravatal, Beco do Birro, bairro Balsa, Nacional, Vila Candelária e Vila de Santo Antônio. 

A Defesa Civil informou que as famílias dessas áreas podem recorrer ao órgão para solicitar ajuda. O órgão oferece ajuda logística, como caminhões de mudança, para as pessoas que precisarem ir para um local seguro até que o rio volte à
normalidade.

 Santos enfatiza a parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) nesse momento crítico da capital. “A Secretaria Municipal de Saúde nos ajudará monitorando a saúde dos ribeirinhos, pois algumas partes dos rios são contaminados devido a quantidade de lixo jogado na água, como eles têm contato direto com a água eles podem ser contaminados”, disse Santos. O rio Madeira já chegou a atingir 19,62 metros em 2014 o que foi considerado a maior cheia registrada atingindo Rondônia e parte do Amazonas. A segunda maior foi em 1997 atingindo 17,52 metros – dois a menos que o ano de 2014.

Cota On Line
A Agência Nacional de Água (ANA) criou um aplicativo em que a população pode acompanhar o nível do rio Madeira. A aferição do nível é realizada 3 vezes por dia. O aplicado pode ser baixado pela Play Store. O segundo passo é digitar “ANA nível do rio Madeira”.


Conteúdo: Diário da Amazônia 

ENTRE AGORA NO GRUPO!


 
Top