Mãe acusa professora de agredir filha de 5 anos em Nova Mamoré | Bastidores da Notícia

A mãe de uma aluna de cinco anos procurou a Delegacia de Polícia Civil de Nova Mamoré (RO), para registrar um boletim de ocorrência na última terça-feira (21), alegando que a filha foi agredida por uma professora de uma escola no distrito de Nova Dimensão, localizado na zona rural do município, a 300 quilômetros de Porto Velho.

Conforme o boletim de ocorrência, a mãe da menina foi buscá-la na escola na última segunda-feira (20) e flagrou a filha recebendo pancadas na cabeça e puxões de orelha da professora. Ao questionar sobre o motivo das agressões, a educadora respondeu que era porque a aluna não sabia fazer a tarefa escolar e gritou pedindo que a mãe saísse da sala de aula.

Revoltada, a mulher procurou a direção da escola para reivindicar providências, mas foi orientada a fazer o registro da ocorrência na Delegacia de Polícia Civil de Nova Mamoré, situada a cerca de 80 quilômetros.

Ao G1 por telefone, a secretária municipal de educação de Nova Mamoré, Patrícia Alves, informou que a professora envolvida no caso foi afastada imediatamente e um processo administrativo já foi feito para apurar se realmente as agressões aconteceram.

"A mãe da aluna nos procurou alegando o ocorrido e nos trouxe o boletim de ocorrência que foi registrado. Ela (professora envolvida no caso) estava substituindo outra professora naquele dia especificamente, mas não é lotada na escola. Já resolvemos o problema internamente e também já estamos tomando as devidas providências para que o acontecido seja esclarecido", declarou a servidora.

Segundo o delegado interino em Nova Mamoré, Raimundo Mendes, a mãe será intimada para depor e a criança realizará um exame de corpo de delito, para constatar se houve espancamento. Posteriormente, a professora também será chamada para prestar depoimento.

"Recebemos a denúncia e o caso está sendo investigado. Vamos verificar se há testemunhas que presenciaram o fato e se houver comprovação das agressões, um inquérito policial será instaurado", explicou Mendes.

fonte: g1

[Copa do mundo 2018][vertical][recent][5]

 
Top