00:00:00 picape da Seduc capota na BR 435 e deixa servidora morta | Bastidores da Notícia

L200 da Seduc capota na BR 435 e deixa servidora morta, A reportagem entrevistou com exclusividade uma servidora municipal de Cerejeiras, que testemunhou um acidente fatal na BR 435 na manhã desta terça-feira, 27.
A funcionária pública, que não quis se identificar, vinha para Vilhena a bordo de um táxi, quando assistiu uma caminhonete Mitsubishi L-200 Triton da Secretaria de Estado da Educação, levando cinco pessoas a bordo, sair da pista.

A entrevistada disse que a picape seguia no sentido Vilhena/Colorado quando, nas proximidades da “Curva da Leila”, a mais ou menos 30 km da segunda cidade, capotou, levantando uma grande nuvem de poeira. Após as “piruetas”, o veículo parou em posição normal próximo ao guard-rail. Mas uma mulher, que havia “voado” pela janela, agonizava às margens da rodovia.
Uma ambulância da Prefeitura de Colorado, que estava trazendo um paciente para Vilhena, parou no local e resgatou os feridos. A mulher jogada para fora da picape, assim como os demais, foi levada para o hospital municipal coloradense, mas chegou sem vida à unidade.
O site está tentando, junto à representação da Seduc em Vilhena, obter maiores informações, mas o clima é de correria na entidade. Sabe-se apenas que a mulher morta se chama “Rosilda” e que os outros feridos, encaminhados de Colorado para o Hospital Regional de Vilhena, não correm risco de morrer.
Além de servidora que faleceu, havia outros quatro funcionários da Seduc no carro, todos de Porto Velho. Eles iriam ministrar um curso de “Gestão Democrática” em escolas de Cerejeiras.
Através de seu perfil no Facebook, o secretário-chefe da Casa Civil de Rondônia, Emerson Castro, confirmou a identidade de servidora da Seduc morta em acidente na manhã desta terça-feira, 27, na BR 435, rodovia que liga Vilhena a Colorado do Oeste.
A vítima é Rosilda Shockness tinha 42 anos e de acordo com informações passadas pelo gabinete da Seduc, a educadora era do quadro federal, mas cedida ao Estado.
Era casada e tinha formação em Psicologia, integrando a equipe do “Prêmio Gestão”, que ministra treinamentos em escolas estaduais. Conforme a assessoria da Pasta, Rosilda era servidora da Educação há 26 anos.

Fonte: Folha do Sul 
Autor: Da redação

[Copa do mundo 2018][vertical][recent][5]

 
Top