Servidores mantêm ocupação na Assembleia Legislativa de RO | Bastidores da Notícia

Os trabalhadores em educação estaduais de Rondônia, em greve há 45 dias, ocupam desde a manhã de ontem, dia 04/04, a Galeria principal da Assembleia Legislativa, em Porto Velho, com disposição para permanecer no local por tempo indeterminado

Por: Sintero
Galeria principal da Assembleia Legislativa, em Porto Velho
Ocupação da Assembleia Legislativa já dura mais de 24 horas


 Eles cobram o compromisso firmado há uma semana pelos deputados estaduais de trancar a pauta da casa de Leis e não votar nenhuma matéria até que o Executivo decida dialogar acerca das reivindicações da categoria. A ocupação teve início por volta das 9 horas da manhã de ontem com centenas de trabalhadores em educação estaduais da Capital, que passaram a noite na Assembleia Legislativa. Na manhã desta quinta-feira, dia 05/04, caravanas de todas as Regionais do interior chegaram a Porto Velho para reforçar o protesto, que pode durar quantos dias forem necessários. - 



  A presidente do Sintero, Lionilda Simão, também passou a noite na Assembleia Legislativa, juntamente com vários outros integrantes da Diretoria Executiva. Ela disse que os trabalhadores em educação estão revoltados com o descaso do governo diante de uma das maiores greves do setor no estado de Rondônia. “Para a administração do governador Confúcio Moura até parece que a educação não existe. A administração estadual não se importa se a educação vai mal, se há falta de condições de trabalho, não importa nem mesmo o descumprimento de leis federais e estaduais, como a Lei do Piso do Magistério, a Lei do Plano Estadual de Educação e a Lei do Plano de Carreira. - 



  Mas para os trabalhadores em educação, importa, e por isso estamos dispostos a lutar por quanto tempo for necessário”, disse. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Maurão de Carvalho, conversou com a diretoria do Sintero e se comprometeu a buscar junto ao Poder Executivo uma abertura para diálogo.

 
Top