Servidores liberam trechos da BR-364 que estavam bloqueados em Rondônia | Bastidores da Notícia

RONDÔNIA - O tráfego na BR-364 foi liberado, por volta de 16h30, após trabalhadores da educação fecharem a rodovia em um bloqueio nesta terça-feira (27) em e Vilhena e Candeias do Jamari. A rodovia estava fechada desde 7h da manhã, pois os educadores em greve pedem reajuste salarial. Por causa do bloqueio, teve congestionamento da rodovia nas duas cidades.


Por G1 Rondônia
Congestionamento se formou na rodovia após bloqueio (Foto: Hosana Morais/G1)
Congestionamento se formou na rodovia após bloqueio (Foto: Hosana Morais/G1)



Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação no Estado de Rondônia (Sintero), os manifestantes decidiram pelo fim do bloqueio depois de serem convocados para uma reunião, na Assembleia Legislativa, com deputados estaduais e vereadores do interior do Estado. - 




“Será uma reunião de portas fechadas com os parlamentares”, informou a presidente do Sintero, Lionilda Simão.




O sindicato explica que nenhum representante do governo entrou em contato com os grevistas, mas que o objetivo, que era chamar atenção das autoridades, foi alcançado. “Nesta quarta-feira (28) a manifestação segue com outras ações”, diz.



Na tentativa de colocar fim na greve, que já dura mais de 30 dias, com 85% de adesão, o Tribunal de Justiça de Rondônia (TJ-RO) determinou multa diária de R$ 100 mil, caso o movimento grevista continue. De acordo com a assessoria do sindicato, não há expectativa para o fim da paralisação. - 




Em Vilhena, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o congestionamento de veículos se estendeu por mais de 15 quilômetros, só no período da manhã. De acordo com o Sintero, cerca de 350 servidores participaram do ato no Cone Sul.



 
Top