Servidores da Educação fecham BR-364 em Rondônia | Bastidores da Notícia

Reunindo cerca de 300 trabalhadores e alunos, o ponto de aglomeração da multidão foi o Piracolino, a cerca de cinco quilômetros do município de Vilhena.

Manifestação na BR-364 próximo ao Piracolino (Foto: Mizellen Amaral/Folha de Vilhena)



A diretora do Cone Sul Sintero, Osnier Gomes Pereira, afirmou que os manifestantes contam com o apoio da Polícia Rodoviária Federal, e que não tem um prazo para o fim do evento até que propostas aceitáveis sejam apresentadas por parte do Governo.





Com um engarrafamento que está chegando à estrada de Colorado D’Oeste sentido Porto Velho, vários caminhões, carretas e ônibus de viagem estão estacionados nas pistas aguardando a liberação do fluxo de veículos. - 





Osnier ainda afirma que “este ato hoje aqui no fechamento da BR é uma das nossas últimas ações para pressionar o governador a apresentar propostas de aprovação do plano estadual de educação, aprovado em Assembleia Legislativa há três anos”. - 





“Nós recorremos à liminar do Governo, e iremos até a última instância. Está lá correndo os dias não trabalhados, mas nós temos o nosso jurídico, temos o sindicato em Porto Velho, e as medidas cabíveis para interromper essa liminar e empurrar até o Supremo Tribunal Federal (SFT) se for preciso já estão sendo tomadas, e nós vamos continuar, não vamos desistir”, Osnier comentou sobre a liminar que multaria os professores em R$ 100 mil por dia caso não retornassem aos seus ofícios.  - 





A diretora ainda afirmou que não há nenhuma planilha oficial entregue ao Sintero sobre os oitenta mil que o Governo disse que apresentaria. As informações são do Folha de Vilhena.




 
Top