Prefeitura de Nova Mamoré implanta Programa Família Acolhedora | Bastidores da Notícia


O Programa Família Acolhedora foi criado através da Lei municipal de nº 1.276-GP/2017 em 16 de outubro de 2017, constitui-se como parte integrante da Rede de Acolhimento de Crianças e Adolescentes oferecida pelo município de Nova Mamoré-RO e executado por meio da Secretaria Municipal de trabalho e Assistência Social. Caracteriza-se pelo acolhimento de crianças e adolescentes afastados de suas famílias de origem, por decisão judicial, em razão de violência física, psíquica ou sexual, dependência química dos genitores, negligência, entre outros motivos.

Da  Assessoria


O Serviço de acolhimento familiar diferencia-se do acolhimento institucional na medida em que este se dá em famílias previamente cadastradas e preparadas para cumprir a sua missão de assistir e proteger crianças e adolescentes temporariamente afastados de suas famílias de origem até que possam retornar ao convívio de seus familiares ou serem adotados, nos casos em que a reintegração com a família biológica ou extensa se mostrar inviável. Trata-se de um serviço humanizado e individualizado, que garante a crianças e adolescentes, mesmo quando afastados de suas famílias de origem, o direito à convivência familiar e comunitária. - NOVA MAMORÉ: Professor João Batista assume a Secretária Municipal de Educação



Quais os pré-requisitos para se inscrever no Programa Família Acolhedora?


· Os responsáveis serem maiores de 21(vinte e um) anos, sem restrição quanto ao sexo e estado civil;

· Obter a concordância de todos os membros da família;
· Residir no município de Nova Mamoré;

· Ter disponibilidade de tempo e demonstrar interesse em oferecer proteção, amor e afeto às crianças e adolescentes;

· Parecer Psicossocial favorável, expedido pela equipe interdisciplinar do Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora. - Senador Valdir Raupp e Deputada Federal Marinha Raupp buscam melhorias para o transporte escolar de Nova Mamoré

Quais os documentos necessários para se inscrever no Programa Família Acolhedora?

· Documentos pessoais RG, CPF, título de eleitor, certidão de casamento, certidão de nascimento de todos os membros da família;

· Comprovante de Residência;
· Certidão Negativa de Antecedentes Criminais de todos os membros da Família, que sejam maiores de idade;

· Comprovante de renda, de pelo menos um membro da família; Se aposentado e/ou pensionista, apresentar cartão do INSS;

· Conta Bancária do responsável para recebimento da bolsa auxílio.

Como funciona?

Após a família passar pelos critérios de aprovação e receber a capacitação da equipe técnica, a família estará apta para exercer a função de Família Acolhedora, onde receberá um Termo de Guarda Provisória da crianças ou adolescente que se enquadrar no perfil escolhido pela família. Durante este período a família atuará em parceria com a equipe técnica do serviço, no atendimento e na preparação para o retorno dessas crianças para à família biológica ou substituta.

Cada família acolhedora deverá acolher uma criança/adolescente por vez, exceto quando se tratar de grupo de irmãos.

Durante o período do acolhimento, a família receberá uma bolsa auxílio que será de um valor mensal de R$ 600,00 (seiscentos reais) por acolhido e em casos excepcionais, quando a criança e/ou adolescente necessitar de cuidados especiais, receberá o valor da bolsa auxílio no valor de R$ 800,00 (oitocentos reais) por acolhido.
Venha conhecer sobre o Programa Família Acolhedora, os atendimento são de segunda a sexta das 08:00 às 14:00, estamos localizados na Av. Antônio Lucas de Araújo, 3191, João Francisco Clímaco, fone: 3544 -3016. - Triplo A: 3 milhões de hectares em troca de novas Unidades de Conservação na Amazônia


 
Top