TRABALHO ESCOLAR - A colonização do Oeste Amazônico no Século XIX | Bastidores da Notícia

RESUMO: Com o crescimento da demanda internacional de gama elástica, foi intensificada a exploração, que somoda ás formas predatórios de extração, esgotaram rapidamente as zonas inicias de produção do látex nos arredores de Manaus e Belém. Isso gerou a necessidade de incorpa novas áreas que estavam em regiões distantes dos rios Tapájos, Madeira, Jamary, Machado, Xingú, Purus, Juruá e Aquiri. Sendo que os rios Madeira e Aquir detinham não somente as maiores de reservos do produto, mas também foi neles onde se passou a extrair o látex de melhor qualidade.
(Foto: Reprodução)


Em Setembro de 1850, o governo imperial criou a Províncias da Amazonas, desmembrada da Províncias do Grão Pará, nomeado como 1º governador e deputado Joao Batista Figueredo Aranha, que tratou de expandir a exploração da região, visando ampliara produção de gama elástica. Seus sucessores seguiram a mesma linha e trataram de organizar expedições de reconhecimento já em 1852, o Pernambuco Manuel Nicolau da conceição estabeleceu no Purus e por volta de 1857 á regiões do alto Jurupá era incorporada aos domínios das novas províncias. 

Alunos: Ana Cristina
Edianara Silva 
Marcilene Ferreira 
Karolaine Lopes 
Professor: Yuri Lopes                                              
3º Ano    
Jacinópolis - RO
 
Top