Dupla de Guajará Mirim cumpre desafio Mamoré-Madeira e pedala 330 km até Porto Velho | Bastidores da Notícia


Amigos Ismael Brito e Suerber Viriato moram em Guajará-Mirim e pedalaram por superação pessoal e saúde em trajeto durou pouco mais de um dia na estrada.
Ciclistas encaram mais de 300km de estrada (Foto: Ademar Scheidt / arquivo pessoal)



A ideia de superar os próprios limites e buscar uma vida mais saudável através do ciclismo motivou dois amigos a cumprirem um desafio de pedalar 330 km de Guajará-Mirim até Porto Velho neste último final de semana. A aventura dos ciclistas Suerber Viriato e Ismael Brito iniciou ainda na última sexta-feira, 8, e foi concluída no por volta das 17h de sábado, 9, após pouco mais de 24 horas de pedaladas, na missão denominada Mamoré-Madeira.


Os dois aventureiros são membros do grupo “Nos Trilhos do Pedal”, que incentiva pessoas sedentárias a também conhecer e praticar o ciclismo. A logística para o desafio foi feita com apoio de amigos e familiares, com um carro dando suporte com água, alimento, isotônico, além de peças e ferramentas caso os veículos quebrassem.


Trajeto

A largada de Guajará-Mirim foi às 16h de sexta-feira, seguindo pela BR Engenheiro Isaac Bennesby até o entroncamento, na BR-364, com chegada às 23h, onde a dupla armou redes e descansou até às 4h da madrugada de sábado, para cumprirem o restante do trajeto até Porto Velho.


Motivação

Para Suerber, a principal motivação foi superar os próprios limites físicos, já que começou a pedalar há pouco tempo, porém o objetivo principal foi mostrar para outras pessoas que todos são capazes de realizarem tarefas difíceis, mesmo que muita gente não acredite.


- Foi incrível, a chegada foi um momento espetacular, uma emoção realmente indescritível. Tudo foi muito bem planejado, com apoio da família e amigos que acreditaram na ideia e se propuseram a ajudar desde o começo. O cansaço faz parte, mas vale a pena – relatou o empresário do ramo de fotografias.



Já experiente nos pedais, o ciclista Ismael diz que ficou feliz em participar do desafio e que recomenda o ciclismo para todos aqueles que ainda não conhecem ou praticam.



– Quem anda de bicicleta rapidamente se apaixona porque é muito bom, prazeroso. Foi uma boa viagem, deu tudo certo e graças a Deus chegamos bem até o destino – conta o esportista.




Novo desafio em 2018

A ideia da dupla é fazer uma nova viagem em agosto do ano que vem, mas possivelmente com mais ciclistas. Até lá a preparação vai continuar e também a busca por novos adeptos dos pedais em Guajará-Mirim e região. (Informações são do G1)


 
Top