PROFESSOR EURIMAR KAYMME EXPLICA OS PRINCIPAIS ERROS NA ELABORAÇÃO DA REDAÇÃO DO ENEM | Bastidores da Notícia


Resultado de imagem para eurimar kaymme
Faltam poucas horas para a realização de mais um ENEM e mandar bem na Redação ou conseguir a nota máxima dessa habilidade tornou-se uma missão quase impossível para a maioria dos candidatos. Em 2016, por exemplo, das 6 milhões de provas realizadas, apenas 77 conseguiram essa façanha.


O nervosismo e a falta de confiança no que está escrevendo são grandes distrações na hora da prova, então leia essas dicas com cuidado e preste atenção para não cometer esses erros e prejudicar o seu desempenho no momento da escrita e lembre-se, nunca deixe para fazer a redação na parte final de sua prova. 


Dicas Enem 2017(Foto:Reprodução)





1) FUGIR DO TEMA
 Fugir do tema proposto é um erro gravíssimo. Quando o aluno não lê com atenção a proposta da Redação  ou os textos de apoio, acaba prejudicando – e MUITO – a sua nota nessa parte do exame.  “Toda a  redação  deve ser desenvolvida a partir de um recorte temático e quem faz esse recorte é a proposta de redação”. Uma dica é fazer anotações sobre as principais ideias dos textos expostos na coletânea e, quando acabar de elaborar sua Redação Enem, releia seu texto e confira se ele realmente aborda o tema exigido.
2) COPIAR TRECHOS DOS TEXTOS MOTIVADORES
Quando um candidato não tem domínio sobre o tema cobrado na Redação Enem, é comum que ele apele para a cópia de trechos da coletânea de textos apresentada na proposta. Mas essa não é a solução ideal, já que a cópia dos textos motivadores é considerada um erro grave, podendo levá-lo a nota zero, mesmo quando feita em forma de citação.
“Se o aluno copiar, sua redação poderá ser que não seja desclassificado, porém, ele vai ter parte do texto completamente desconsiderada. Então, ele perderá na progressão textual”. Por isso, NÃO COPIE nada, nem mesmo uma frase, dos textos que estão na prova APENAS PARA CONSULTA. Utilize-os para desenvolver suas próprias ideias a partir das informações que ali estão expostas.
3) NÃO SEGUIR AS NORMAS DO TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO
Não adianta escrever uma narrativa ou um poema se o tipo de texto cobrado pelo Enem é o dissertativo-argumentativo.  E também NÃO é recomendável inserir técnicas de outros tipos textuais como VERBOS NO TEMPO PASSADO, na sua redação. “O aluno tem que saber que ali ele só tem espaço para desenvolver estrutura do tipo dissertativo-argumentativo.”
4) ARGUMENTAR EM UM ÚNICO PARÁGRAFO
“A argumentação NÃO pode ser desenvolvida em um único parágrafo. Cada argumento, cada informação deve ser desenvolvida em parágrafos diferentes”. “Então, se o aluno tem três argumentos para trabalhar, ele vai abrir três parágrafos no desenvolvimento”. Para evitar esse erro, faça um planejamento do seu texto antes de escrevê-lo. Organize suas ideias na folha de rascunho e determine antes o que vai ser abordado em cada parágrafo.
5) NÃO SEGUIR A NORMA FORMAL DA LÍNGUA PORTUGUESA
Gírias, linguagem virtual, abreviações e expressões utilizadas na fala, como “tipo assim” e “né”, devem ser deixadas de fora da Redação Enem. O uso da norma padrão da língua portuguesa é OBRIGATÓRIA. Deixe as conversas informais para o Facebook e para o whatsapp. Utilize-se da aplicação de pronomes e verbos.
6) USAR O SENSO COMUM
Quem usar clichês e ideias muito batidas na Redação Enem corre o risco de obter uma avaliação ruim de seu texto. O objetivo é que você exponha suas ideias e seu raciocínio ao elaborar seu texto e não que apenas reproduza um discurso que ouve diariamente. Mas, atenção para a diferença entre ser original e fazer uma análise sem sentido do problema proposto.
7) ESQUECER A  PROPOSTA DE INTERVENÇÃO
A redação do Enem é diferente de outros textos dissertativos. É OBRIGATÓRIO que o candidato termine sua redação propondo idéias para resolver ou amenizar o problema discutido. Espera-se que o aluno seja capaz de expor, sugerir ou levantar possíveis propostas de soluções. Sem a proposta de intervenção, o candidato perderá no mínimo 200 pontos, já que é uma das competências de avaliação.

 
Top