Comissão de Segurança Pública discute quartel de Nova Dimensão | Bastidores da Notícia

A Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa se reuniu no Plenário na manhã desta terça feira (14) para discutir a questão do quartel da Policia Militar de Nova Dimensão, distrito de Nova Mamoré.
(Foto: Divulgação/Reprodução)



O presidente da comissão, Jesuíno Boabaid (PMN), lembrou da última reunião que debateu o assunto e lamentou a falta de presença das autoridades municipais na Casa de Leis. “Na última reunião havíamos chamado a prefeitura e alguns vereadores. Eu não sei o que ocorreu, mas vamos discutir isso para encontrar logo uma solução”, destacou.


O secretário adjunto da Secretaria de Estado de Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), Luiz Roberto de Mattos, disse que esteve em uma audiência pública proposta pelos vereadores da região, onde foi discutida a questão do quartel. “Ficou acertado que a prefeitura iria agilizar o processo para a doação do imóvel para a Polícia Militar. A informação que temos é que o processo já está em andamento”, detalhou.


O prédio utilizado atualmente pela Polícia Militar de Nova Dimensão é locado e a associação dona do espaço emitiu uma ordem para retirada dos servidores do local. O novo lugar indicado pela prefeitura possui dificuldades de regularização fundiária e uma estrutura precária.


Segundo Luiz Mattos, apesar de a PM ter o orçamento e os projetos para a reforma do novo local, nada pode ser feito enquanto o prédio não for doado para o Estado. “Não podemos fazer agora porque não tem orçamento e não podemos investir em algo que não é da secretária, então estamos com essa complicação”, explicou.


O adjunto informou, também, que não pode haver a locação de outro prédio, pois nenhum dos existentes no distrito atende os requisitos para a licitação.


O subcomandante da PM de Rondônia, coronel Clairton Pereira da Silva, afirmou que a situação precária do local preocupa os trabalhadores, mas que as mãos do comando estão atadas. “É o pior quartel da PM em Rondônia. Quando chegamos lá dá vontade de chorar, mas é o que tem no momento, um prédio cedido, mas pelos impedimentos legais não dá para investir”, especificou.


O deputado Dr. Neidson (PMN), componente da comissão, conversou com o prefeito Professor Claudionor (PDT), de Nova Mamoré, pelo telefone, e, segundo o administrador municipal, eles já estão à procura de soluções. “Acabei de falar com o prefeito e ele disse que até semana que vem essa questão será resolvida”, garantiu.


Jesuíno afirmou entender a posição do Estado e da Polícia Militar e afirmou que, caso não haja uma resposta em 15 dias da prefeitura de Nova Mamoré, a comissão expedirá uma recomendação à Sesdec pedindo a retirada dos servidores da área.


“Precisa resolver essa questão porque a forma como os policiais estão trabalhando fere a dignidade humana. Tenho certeza que, se nós mandarmos retirar, eles vão arranjar um prédio, porque a população vai começar a pressionar”, avaliou.

+++Laerte Queiroz lidera pesquisa em Nova Mamoré para deputado estadual



+++Vereador Hiran consegue emenda parlamentar no valor de 200 mil; veja

O deputado Hermínio Coelho (PDT) pediu à comissão a realização de uma audiência pública para discutir a questão da segurança do município de Jorge Teixeira. “A população está pedindo, pois as pessoas têm sofrido muito com a violência lá e a comunidade tem cobrado, mas ainda não consegui marcar essa reunião com o governo”, afirmou.


O deputado Ribamar Araujo (PR) ressaltou que os assuntos destacados na reunião devem ser solucionados com urgência. “Infelizmente nós temos um grande aumento na violência e precisamos estar atentos à segurança pública do Estado, que às vezes fica prejudicada pela falta de honestidade e trabalho de muitos”, disse.


A comissão, por fim, encaminhou pedido para a realização da audiência para o dia 28 de novembro e a realização de uma nova reunião para discutir o quartel de Nova Dimensão após o prazo de 15 dias dado pelos parlamentares a prefeitura de Nova Mamoré.

ALE/RO - DECOM 


+++ALE/RO – Olha, quem tá fora quer entrar, mas quem tá dentro... pode muito bem sair

 
Top