ALERTA: 2016 foi o ano mais violento da história; veja os 10 estados mais perigosos | Bastidores da Notícia

Maiores taxas de mortes violentas foram registradas em Sergipe, Rio Grande do Norte e Alagoas

(Foto: Reprodução)

Dados do 11º Anuário de Segurança Pública revelados durante o Fórum Brasileiro de Segurança Pública apontam que 2016 foi o ano mais perigoso da história do Brasil, com 61,6 mil vítimas de assassinatos.



Em dados comparativos, o número de mortos é equivalente a quantidade de mortes provocadas pelas bombas atômicas que destruíram a cidade de Nagasaki, no Japão, em 1945.
(Foto: Reprodução)
Assassinato causa metade das mortes de jovens no País.
A cada ano, o Fórum, para chamar atenção para a gravidade do número, escolhe uma medida de comparação em relação ao total de assassinatos. Após usar a guerra da Síria no ano passado, agora foi a vez da bomba atômica que explodiu sobre Nagasaki em 1945, durante a 2.ª Guerra Mundial. Os mais de 61 mil mortos por ano no Brasil equivalem às mortes provocadas no momento da explosão.

"Mesmo com o recorde de mortes do ano passado, caminhamos para ter um ano mais violento em 2017. O País não tem um projeto para a segurança pública."
Renato Sérgio de Lima, diretor-presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública

(Foto: Reprodução)

No recorte estadual, os destaques negativos são Sergipe, Rio Grande do Norte e Alagoas, que, respectivamente, têm as maiores taxas do País, com 64, 56,9 e 55,9 óbitos violentos intencionais por 100 mil habitantes. Outros 16 Estados registraram elevação. Roraima (19,8), Santa Catarina (15) e São Paulo (11) tem as menores taxas. Entre as capitais, as mais violentas são Aracaju (66,7), Belém (64,9) e Porto Alegre (64,1).


Acompanhe o Jornal Bastidores da Notícia nas redes sociais

Gastos
Mesmo com a elevação da criminalidade, os gastos dos entes federativos com o setor caíram em 2016. Os R$ 8,8 bilhões destinados pela União são 10,3% menores do que o valor aplicado em 2015. Nos Estados, sobre quem recai a maior parte das obrigações de segurança, como a manutenção das polícias militares e civis, a verba caiu 1,7%.
O economista do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Daniel Cerqueira pede qualidade na destinação do recurso para melhoria da segurança. “As experiências de sucesso mostram que é necessário investir na inteligência, não é só colocar mais polícia na rua. O crime sempre cresce mais”, disse.


Confira a lista dos 10 estados mais violentos do país:
1 - Sergipe (64 mortos para cada 100 mil pessoas)
Número absoluto: 1449
2 - Rio Grande do Norte (56,9 mortos para cada 100 mil pessoas)
Número absoluto: 1976
3 - Alagoas (55,9 mortos para cada 100 mil pessoas)
Número absoluto: 1877
4 - Pará (50,9 mortos para cada 100 mil pessoas)
Número absoluto: 4209
5 - Amapá (49,6 mortos para cada 100 mil pessoas)
Número absoluto: 388
6 - Pernambuco (47,6 mortos para cada 100 mil pessoas)
Número absoluto: 4479
7 - Bahia (46,5 mortos para cada 100 mil pessoas)
Número absoluto: 7110
8 - Goiás (43,8 mortos para cada 100 mil pessoas)
Número absoluto: 2934
9 - Ceará (39,8 mortos para cada 100 mil pessoas)
Número absoluto: 3566
10 - Rio de Janeiro (37,6 mortos para cada 100 mil pessoas)

 
Top