WHATSAPP: 'Amei matar seus filhos', diz homem em áudio à mãe de vítimas | Bastidores da Notícia

O homem identificado como Jazonias Araújo da Silva, 56, preso na terça-feira (17), por uma guarnição da Polícia Militar em uma lanchonete às margens do Rio do Sangue, confessou a autoria do assassinato de seu enteado Cristian Marques, 17, e a tentativa de executar também o irmão dele, um adolescente especial de 15 anos na cidade de Juína/MT.

(Foto: Reprodução)


Segundo o site Juina news, após analisar as provas e a confissão do acusado, o juiz Vagner Dupim Dias, deferiu o pedido de prisão que foi representado pelo delegado de polícia José Carlos Damian.

Leia mais: 
+Colisão frontal entre dois carros deixa uma vítima fatal na BR-364
 +Vídeo mostra garota recebendo revelação de Deus antes de ser morta – Assista

Porém, não foram só os crimes praticados por Jazonias que chocaram a população, deixando a família abalada pela violência empregada nos ataques. Não contente com a crueldade, o acusado enviou, na noite do velório de Cristian, mensagens via aplicativo WhatsApp para a mãe do menino.

“E aí, Lu? Você gostou de ver seus dois filhos mortos? Gostou? Eu amei matar”disse. Ao ouvir esse áudio, familiares ficaram ainda mais abalados.

Segundo a família, a mensagem foi enviada por Jazonias próximo de onde ocorria o velório do enteado. Havia outro corpo sendo velado e, ao ver os dois caixões, Jazonias imaginou que teria matado os dois meninos.

Os familiares também afirmaram que ouviram aos fundos (som ambiente), da mensagem no WhatsApp, a voz de um tio das vítimas que estava no velório, informou o site Juina News.


Essas mensagens foram visualizadas e ouvidas somente no dia seguinte,  quando o assassino foi preso pela PM. Em outro áudio ele diz que está indo embora de Juína: ““Bom, Lu, adeus para você. Eu tô indo embora e você vai ficar só na saudade”.


O inquérito policial deverá ser concluído nos próximos dias e outras pessoas poderão ser ouvidas pela polícia.


Jazonias foi encaminhado ontem à noite para o CDP e ficará à disposição da justiça.

Leia mais: 
+OPORTUNIDADE: Concurso para Polícia Civil com salário de até R$ 10 mil

+Bispo Diocesano Dom Geraldo Verdier é internado após sofrer um AVC na capital

+Casal desaparecido em trilha é achado morto em 'último abraço'
 
Top