Juíza de Rondônia mantém prisão de vereador reeleito | Bastidores da Notícia

Mesmo preso, Donadon foi escoltado e tomou posse como vereador por ordem da Justiça



Porto Velho, RO –  “Embora constituindo-se a prisão cautelar medida excepcional, este Juízo entende restarem evidências tais que corroboram situação jurídica a recomendar a manutenção da prisão do acusado”, justificou a juíza Liliane Pegoraro Bilharva ao negar o pedido de revogação de prisão preventiva solicitado pela defesa do ex-presidente da Câmara Municipal de Vilhena, Júnior Donadon (PMDB). O peemedebista está sob a tutela do Estado desde o dia 24 de outubro do ano passo, quando foi capturado numa barreira formada pela Polícia Federal na BR-364.























Entenda
A magistrada ainda entende que o fato de Donadon não ser mais presidente da Câmara de Vereadores, por si só, não é fundamento para a revogação da prisão preventiva, devendo ser levado em consideração, também, que o preso continua sendo vereador em Vilhena, portanto, caso solto, como bem exposto pelo Ministério Público (MP/RO), continuará influenciando dentro da Casa Legislativa.
Isso poderia abalar a ordem pública, bem como prejudicar a coleta da prova judicial, entendeu o Judiciário.





























José Garcia teve deferido o pedido de prisão domiciliar

Para tentar se livrar da cadeia, Júnior alegou que não mais subsistem motivos que justifiquem sua prisão, inclusive afirmando que está colaborando com a Justiça e destacando que, para outro réu do mesmo caso, já fora concedida a prisão domiciliar.
O réu apontado por Donadon é José Garcia, também preso. A Justiça deferiu o pedido de prisão domiciliar mediante escolta policial. A Secretaria de Estado da Justiça (SEJUS/RO) já foi oficiada da decisão em relação a Garcia.
Fonte: Rondoniadinamica
 
Top