Mãe confessa ter matado filho que lhe estuprava | Bastidores da Notícia

Ela teria matado o filho com uma facada no pescoço durante uma de suas tentativas de abuso. Depois, embalou o corpo em um cobertor e o enterrou no quintal, mas, três meses depois, o desenterrou e ateou fogo.

Peritos realizaram uma escavação no jardim da casa e lá encontraram fragmentos de ossos e dois dentes humanos, além de roupas que seriam usadas pelo rapaz. Os restos mortais dele foram encaminhados ao Instituto Médico Legal (IML).
A lavradora não foi presa porque não existiu flagrante. O crime aconteceu em 2012, segundo ela, e agora os policiais aguardam os resultados dos exames, além de depoimentos de familiares e vizinhos, para confirmar a versão e tomar as medidas cabíveis.
“Ela apresentava data específica para o crime, e as pessoas confirmaram que ele não foi mais visto depois disso. Nem mesmo os vizinhos sabiam que havia desaparecido. A versão que era apresentada é de que estaria ausente, fora do estado, e não havia retornado”, continuou Abade.
“Nós dependemos de um exame de DNA. A partir do material de um familiar, nós vamos confrontar com o material genético que existe, principalmente nos dentes que foram encontrados.”

Fonte: Yahoo
 
Top