HOMICIDAS MORTOS TERIAM QUE CUMPRIR MAIS DE CEM ANOS DE CADEIA | Bastidores da Notícia


BIRRINHA/REGIS

Pelos menos três suspeitos atacaram e mataram Ednildo Paula Souza de 36 anos que respondia pela alcunha de “Birrinha”, na tarde de sexta-feira, 19, com vários disparos de arma de fogo, próximo a escola Flora Calheiros Cotrim, na Rua Assis Châteaubriant, bairro Esperança da Comunidade, região Leste de Porto Velho.

De acordo com a PM “Birrinha” estava transitando em um carro modelo Celta de cor preta com sua esposa e filho, quando o grupo se aproximou e efetuou os tiros. A vítima foi alvejada na cabeça e ficou caída ao solo agonizando. Após os disparos os acusados fugiram tomando como rumo bairro Escola de Polícia.

O homem possuía em aberto uma condenação de mais de 100 anos de prisão, por conta de ter envolvimento na chacina do presidio Urso Branco no ano de 2004. “Birrinha respondia ao processo  0030420-20.2011.822.0501. Pena Condenada: 76 anos, 10 meses, 27 dias,  cumprida até 19/02/2016:   16 anos, 0 mês, 28 dias (sem remição), 18 anos, 8 meses, 25 dias (com remição). Pena a cumprir após 19/02/2016: 58 anos, 1 mês, 11 dias.
A vítima se encontrava no semiaberto. Em razão do incêndio ocorrido na Colônia Penal, foi liberado, mas não retornou no prazo determinado pela justiça,considerado, portanto, evadido do sistema prisional.

Um em  Porto Velho outro em Ariquemes. A PM está apurado para saber se os dois homicídios tem ligação
A Polícia Militar apurou que Reginaldo Rodrigues do Prado também conhecido como “Regis” de 37 anos, foi assassinado por dois homens que estavam em  uma motocicleta Honda Fan de cor preta, na Rua Apucarana, no município de Ariquemes. Eles pararam próximo a vítima, que se encontrava em frente à residência. O infrator, que estava na garupa da motocicleta, trajando jaqueta jeans e calça cor escura, efetuou nove disparos de arma de fogo calibre ponto 40 contra Regis que foi alvejado por quatro disparos, sendo uma nas costas e três na cabeça. A vítima recebeu atendimento no local por uma equipe do Samu, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito. O local foi periciado. Guarnição de serviço cabo PM Félix, soldados PM Vicente e Domes.

A PM soube que  Regis estava com uma equipe de monitoramento, instalando câmeras, no local onde ia abrir uma padaria.  Regis esteve preso em Porto Velho e era parceiro de Birrinha, o Rei do Urso Branco, que também foi assassinado a tiros na tarde de sexta-feira (19), em um bairro de Porto Velho. A PM está investigando os dois casos para saber se existe alguma ligação entre as mortes.

Condenações
A Polícia Militar informou que a vítima possui longa ficha de crimes. Ele foi preso  conforme ocorrência Policial Nº 2090-2009 – 1ª DP (DG) – Apoio a Órgão de Justiça, OP Nº 1341-2010 – DEAM – Ameaça, OP Nº 3984-2010 – 2ª DP (DRCCV) – Perturbação do Trabalho, OP Nº 1358-2011 – 1ª DP (DG) – Recaptura, OP Nº 2676-2011 – 1ª DP (DG) – Desacato/Perturbação do Trabalho, OP Nº 2763-2011 – 1ª DP (DG) – Ameaça, Processos 1º Grau: 0046032-30.2007.822.0002 – 2ª Vara Cível, 0000636-88.2011.822.0002 – 3ª Vara Criminal, 0006928-84.2014.822.0002 – 1ª Vara Criminal, 0008645-97.2015.822.0002 – 2ª Vara Criminal, entre outros.

Fotos arquivo
Jornalista Lenilson Guedes
 
Top