NARCOS – ROTA INTERNACIONAL DE TRÁFICO DE DROGAS E DE VEÍCULOS ROUBADO EM RO É IDENTIFICADA EM NOVA MAMORÉ | Bastidores da Notícia


A rodovia federal 425, que liga a Capital do Estado de Rondônia, Porto Velho aos municípios de Nova Mamoré e Guajará-Mirim, há anos é um pista do Narcotráfico e tráfego de veículos roubados não só de Porto Velho, mas de todo o País. Mais agora o tipo de “mercadoria”, que é sonho de consumo e desejo dos bolivianos são as motocicletas brasileiras. Na década de 90 a aspiração dos “puxadores de veículos”, do crime organizado em Rondônia, eram as camionetes e no mercado atual são as motos.

EXEMPLO DISSO:
A equipe do mappingro.blogspot.com esteve no município de Nova Mamoré em dezembro de 2015, e obteve a informação de um morador e funcionário da SEAGRI, que o município tem a economia voltada para o Gado de Corte, ao qual é o 2º no Ranking estadual e o 1º na produção de Leite de Rondônia. Forte e pujante no agronegócio, dezenas de Hyllux e Heavy Duty trafegam normalmente pelos municípios. Se fosse em décadas passadas essas camionetes seriam todos legitimamente bolivianas.

A tática do crime organizado, é praticar o roubo nas cidades fronteira e seguir pela rota de fuga identificada, como rua: Dom Pedro II, localizada no município de Nova Mamoré, nas proximidades do bairro Planalto, o mais barra pesada e temido pelos moradores do respectiva cidade. Um cidadão, que não quer ser identificado, disse que a quadrilha é formada por jovens de ambos os sexos. As mulheres são mais violentas, pois elas impõe a rigidez com a comunidade. “Nos ameaçam de todas as formar e ainda dizem que a polícia nada ira fazer”, declarou um morador.

A população da rua Dom Pedro II, exigem das autoridades investigações minuciosas, pois é insustentável  manter a marginalidade com ato normal na sociedade.

LEGALIZAÇÃO DE VEÍCULOS NA BOLÍVIA

O sistema de segurança pública do Estado deve está cançado de saber disso, tanto é, que o parceiro da Presidente da República Dilma Rousseff na política bolivariana na América Latina, Evo Morales, Presidente da Bolívia legalizou a compra e a venda de veículos roubados do Brasil e da Argentina desde 2011, ao qual gerou um certo desconforto entre os amigos da “Mancha Vermelha Sul-Americana”.

No mesmo ano, o então Secretário de Segurança Publica do Estado de Rondônia, Marcelo Bessa, declarou à Comissão de Segurança do parlamento estadual, que o Presidente da Bolívia, Evo Morales, estava com a atitude de insuflar a delinquência. Passaram-se cinco anos após essa declaração, e a Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia, tem como presidente o ex-policial militar e deputado estadual Jesuíno Boabaid (PT do B), que vem realizando um impecável trabalho na frente dessa comissão parlamentar e a sociedade de Nova Mamoré espera que ele possa trazer solução para a nova rota de tráfico de drogas e de veículos roubados que vão para a Bolívia.

Fonte: MappingRo
 
Top