Maximiliano é preso pela polícia boliviana tentando embarcar | Bastidores da Notícia

A polícia boliviana de Guayaramerin impediu que o brasileiro Maximiliano Dorado Munhoz Filho, de 43 anos, embarcasse em um avião com destino a uma cidade boliviana. O brasileiro foi extraditado para o Brasil, policiais militares encaminharam o mesmo para a Delegacia de Polícia Civil, onde providências foram tomadas.

De acordo com a PM, foram acionados por um agente penitenciário que informava a extradição de Max para Guajará-Mirim. Por volta de 17h55min Maximiliano estava no Porto Oficial acompanhado por três policiais bolivianos. Os agentes da Polícia Boliviana informaram que Maxi foi encontrado no aeroporto de Guayaramerin tentando embarcar para a cidade de Santa Cruz/Bolívia, com bilhete de embarque na mão, além de duas malas de viagem. Sendo informada as autoridades brasileiras sob a prisão do mesmo e encaminhado ao Brasil.
Max ainda cumpre pena em regime domiciliar, de acordo com a justiça brasileira. Ainda teria descumprido a ordem judicial onde não poderia se ausentar da Comarca de Guajará-Mirim.

Maximiliano foi conduzido ao prédio da Delegacia de Polícia Civil, em Guajará-Mirim, onde após o registro policial e as providências cabíveis tomadas, o mesmo deixou a Delegacia na companhia de familiares.

Fonte: O MAMORÉ.
 
Top