Porto Velho está entre as dez capitais mais violentas para mulheres | Bastidores da Notícia

A taxa de homicídios contra mulheres no país aumentou 8,8% entre 2003 e 2013, segundo o estudo Mapa da Violência 2015 – Homicídios de Mulheres, produzido pela Flacso (Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais) e divulgado nesta segunda-feira (9).

De acordo com o relatório, o Brasil é o quinto país mais violento para mulheres em um ranking de 83 nações que usa dados da OMS (Organização Mundial de Saúde). No período, em média, 11 mulheres foram assassinadas no Brasil todos os dias. Mais da metade delas, 55%, eram negras.
A pesquisa indica que, em 2003, a taxa de homicídios de mulheres era de 4,4 para cada 100 mil habitantes. Em 2013, ano com os dados mais recentes disponíveis, esse índice chegou a 4,8/100 mil habitantes, mesmo patamar de 2012 e o mais elevado da série histórica registrada.
Entre 2003 e 2013, a taxa chegou a registrar queda entre 2006 e 2007, quando o índice passou de 4,2/100 mil habitantes para 3,9/100 mil habitantes. A queda aconteceu no período após a entrada em em vigor da Lei Maria da Penha, que prevê punições mais rigorosas a agressores de mulheres.
Confira abaixo quais são as 10 capitais mais violentas do Brasil para mulheres, de acordo com o Mapa da Violência 2015 – Homicídios de Mulheres.
1º – Vitória-ES. Segundo o estudo, a capital capixaba registrou uma taxa de 11,8 homicídios de mulheres para cada 100 mil habitantes. A taxa é quase seis vezes maior que a média mundial, que é de 2/100 mil habitantes.
2º – Maceió-AL. Segundo o estudo, a capital alagoana registrou uma taxa de 10,7 homicídios de mulheres para cada 100 mil habitantes. A taxa é mais de cinco vezes maior que a média mundial, que é de 2/100 mil.
3º – João Pessoa-PB. Segundo o estudo, a capital paraibana registrou uma taxa de 10,5 homicídios de mulheres para cada 100 mil habitantes. A taxa é mais de cinco vezes maior que a média mundial, que é de 2/100 mil.
4º – Fortaleza-CE. Segundo o estudo, a capital do Ceará registrou uma taxa de 10,4 homicídios de. mulheres para cada 100 mil habitantes. A taxa é mais de cinco vezes maior que a média mundial, que é de 2/100 mil.
5º – Goiânia-GO. Segundo o estudo, a capital de Goiás registrou uma taxa de 9,6 homicídios de mulheres para cada 100 mil habitantes. A taxa é quase cinco vezes maior que a média mundial, que é de 2/100 mil.
6º – Palmas-TO. Segundo o levantamento, a capital do Tocantins registrou uma taxa de 9,5 homicídios de mulheres para 100 mil habitantes. A taxa é mais de quatro vezes maior que a média mundial, que é de 2/100 mil.
7º – Porto Velho-RO. De acordo com o estudo, a cidade registrou uma taxa de 9,5 homicídios de mulheres para cada 100 mil habitantes. A taxa é mais de quatro vezes maior que a média mundial, que é de 2/100 mil.
8º – Boa Vista-RR. De acordo com o estudo, a cidade registrou uma taxa de 9,1 homicídios de mulheres para cada 100 mil habitantes. A taxa é mais de quatro vezes maior que a média mundial, que é de 2/100 mil.
9º – Rio Branco-AC. De acordo com o estudo, a cidade registrou uma taxa de 8,8 homicídios de mulheres para cada 100 mil habitantes. A taxa é mais de quatro vezes maior que a média mundial, que é de 2/100 mil.
10º – Salvador-BA. De acordo com o estudo, a cidade registrou uma taxa de 7,9 homicídios de mulheres para cada 100 mil habitantes. A taxa é quase quatro vezes maior que a média mundial, que é de 2/100 mil.
Fonte: Agencia Brasil
 
Top